O que é RIC?

 

O que é arte?
O que é Andróid?

O que é autismo?

O que é bacharelado?

O que é biodiversidade?

O que é cidadania?

O que é capitalismo?

O que é democracia?

O que é dislexia?

O que é ditongo?

O que é educação?

O que é ecossistema?

O que é espaço geográfico?

O que é filosofia?

O que é fimose?

O que é geografia?

O que é globalização?

O que é Harlem Shake?

O que é HPV?

O que é inbox?

O que é Instagram?

O que é jurisprudência?

O que é Java?

O que é Karma?

O que é logradouro?

O que é literatura?

O que é marketing?

O que é MBA?

O que é nostalgia?

O que é NIS

O que é Órgão Emissor?

O que é pesquisa?

O que é poser?

O que é resenha?

O que é RIC?

O que é Skype?

O que é TelexFree?

O que é triglicerídeos?

O que é URL?

O que é verbo?
O que é xenofobia?
O que é zootecnia?

O RIC é o Registro de Identidade Civil e terá validade nacional e será emitido pelos orgãos estaduais. O INI – Instituto Nacional de Identificação, orgão subordinado ao Departamento de Policia Federal, será o responsável por informar a cada orgão emissor dos Estados o número do documento, após pesquisa que fará em seu Banco de Dados para se assegurar que o cidadão não possui outro RIC emitido em outro estado do pais. Ele substituirá a atual Carteira de Identidade. O RIC terá ter outras funcionalidades além de identificar o cidadão, ele conterá além dos numeros do RG e do CPF, o Titulo de Eleitor e o Certificado Digital do cidadão.

O Banco de Dados, conhecido como SINRIC (Sistema Nacional de Registro de Identificação Civil) será mantido pelo Depto. de Policia Federal através do INI, e possuirá os dados e a biometria de todos os cidadãos brasileiros, bem como controlará a emissão dos documentos.

O Registro de Identidade Civil começou a ser disponibilizado no dia 17 de janeiro último, para cidadãos residentes no Distrito Federal (Brasilia) e nos estados de Rio de Janeiro e Bahia, em torno de 20.000 pessoas em cada local. Esse lote inicial está destinado a pessoas previamente recadastradas e fazem parte de uma fase piloto da implementação. Após a entrega desse lote, o processo será revisto e ajustado, no que se fizer necessário, para que assim seja passado para uma segunda fase, em que outros estados deverão participar. O governo federal espera emitir cerca de 150 milhões de RICs até o ano de 2020.